CAMPANHA JUNHO VERMELHO

Do(a) SECRETARIA DE SAÚDE por Efigênia Ribeiro em 05/06/2018 às 08:28



Ação batizada de Junho Vermelho, em analogia à cor do sangue e ao Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado em 14 de junho, tem o objetivo de criar nas pessoas a cultura da doação e conseguir, assim, um número seguro de doadores regulares


Falar da importância da doação de sangue deveria ser desnecessário, já que o líquido é vital para o organismo e não há substituto para ele. Mas para a imensa maioria das pessoas, doar sangue não é algo que faça parte da rotina. Muitas nunca doaram, e outras doaram apenas quando um conhecido precisou. O fato é que a baixa nos estoques de sangue prejudica e impede, muitas vezes, que vidas sejam salvas. Foi pensando nisso que o movimento nacional "Eu dou sangue pelo Brasil" foi criado e vem recebendo apoio em diversas cidades do país. 
Não à toa, junho foi escolhido para marcar a campanha. No dia 14 deste mês comemora-se o Dia Mundial do Doador de Sangue. Além disso, a baixa na temperatura, típica desta época do ano, faz com que sejam menores as doações. Estima-se uma queda de até 40% nos estoques. A demanda, porém, não obedece à mesma equação. Com estoques caindo e cadeiras vazias, os Bancos de Sangue começam a se preocupar.
A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que de 3% a 5% da população seja doadora de sangue, mas no Brasil, o índice é de 1,9%, considerado muito baixo. O número de doadores precisa obedecer a um limite seguro, já que cada bolsa de sangue coletada é dividida em subpartes, como hemácias, plasma e plaquetas, e cada hemocomponente tem uma validade diferente. Outro motivo de alerta é que, com o período de férias escolares se aproximando, o número de acidentes envolvendo automóveis nas rodovias cresce, o que faz com que as bolsas de sangue tenham maior saída.


Imagens

Tempo

Quixabá

Mín 21ºC
28º
Máx 35ºC
Parcialmente nublado